I- Preliminares

Esse dedo inflamável
(túrgido litúrgico lascivo)
aqui, entre meus lábios, caligrafa:
língua
letra
labareda.
Beijo-te
Peço-te
Despeço-me:
sou tua,
soletro.

II – Entre lençóis

Anônima.
Esse pé, em que passos?
Esse dorso, entrelaços?
Vem.
Ouço no corpo.
Vem.
Vou, nesse barco náufrago de (a)mar.
Saliva púbis vulva
e essa lua:
nos teus cabelos.
E essa dúvida:
entre meus seios.
Entrementes, nos lençóis,
nossos corpos e girassóis.

III- Amanhã, ser

Sou tua
e minha
Somos.
Vem
que eu já estou –
Sou
essas âncoras, no teu cais
são mais:
azuis sóis (nóis?)
É nessa língua da tua boca do teu corpo do teu texto que eu
me faço mar.
Navegar é (im)preciso,
porque eu,
preciso não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *