A primeira gota, foi suor
lento e denso
deserto entre nós.
A segunda
lágrima,
sal e sol
saudade de verão,
quando ainda nem era inverno.
Uma e
outra mais,
umidade brotando de
paredes
espelhos
esperas,
lençóis.
E mais e mais,
gota a gota
água chuva céu
noite assim
trovejando
lavando
o suor
o sal
o lençol.
Sede:
era amor-
tecendo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *