Os pêssegos em braçadas,
ombros
pulso
lábios.
Do rosado aveludado,
o sábado
conduzia umbigos e turquezas pelo céu adentro:
era do alto da boca,
pela curva das nossas fomes,
que amadureciam os teus beijos todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *