Do alto,
água caindo quente
Do mais alto ainda,
água despencando inteira: céu de cinza liquefeito
feito eu
derretendo
escorrendo
Era verão daquela vez.
É verão
mais uma vez.
Da água
o que restou
fui eu
e a corrente
za.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *